quarta-feira, 22 de julho de 2015

A grande vocação do Brasil

ABE/divulgação 
Os espumantes brasileiros são reconhecidos mundialmente por sua excelência de paladar e pela qualidade de sua elaboração.

Um comentário:

  1. Tem algumas coisas que não entendi desta reportagem da Revista Adega.

    Primeiro, diz que o concurso comprova que os espumantes nacionais são reconhecidos MUNDIALMENTE, mas a própria reportagem diz que só participaram pessoas do próprio Brasil.

    Depois, ressalta que 70% dos espumantes que ganharam premios foram ouro, o que não é mentira, mas apenas mostra suspeita de uma avaliação distorcida. E por fim, esquece de mencionar que 70% das amostras não ganharam mereceram nenhuma medalha.

    E sinceramente, apenas quem trabalha no ramo de vinhos (jornalistas especializados) estrangeiros é que já ouviram falar de espumante brasileiro, e olhe lá. O consumidor extrangeiro nunca ouviu falar (talvez uma a cada 10 milhões já tenha ouvido falar).

    Não digo que os espumantes brasileiros sejam ruins. Há bons, e muitos que nem estavam nessa premiação (diga-se de passagem, os realmente bons não estavam na premiação). Mas essa reportagem se junta a diversas outras que caem no perfil de propagandas enganosas.

    A Revista Adega deixou a desejar por publicar um texto desses.

    ResponderExcluir