sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

A videira mais antiga do mundo


A videira mais antiga do mundo teria mais de 400 anos, já imaginou?! Há rumores de que a antiga vinha estaria na Eslovênia e, apesar da idade avançada, seus cachos negros e aveludados dariam origem a  25 litros de vinho por ano. Contudo, essa é uma informação polêmica.

Pois a maioria das vinhas no mundo são plantadas com pé enxertado (quando a raiz da vitis americana é enxertada com o tronco da vitis vinífera europeia, uma solução para manter a sobrevivência das vinhas depois da praga da phylloxera, pulgão que devastou 80% dos vinhedos na Europa) e duram em média 70 a 80 anos.

Já as de pé franco (raiz e tronco da vitis vinífera europeia que não foram atacadas pela filoxera e que ainda existem em poucos lugares no mundo, como Chile e algumas regiões da Argentina, Portugal, Espanha e Turquia) conseguem chegar a uma média de 110 ou 120 anos, mas com uma produção muito pequena.

Considerando esses fatores, acho um pouco improvável que uma videira consiga chegar a esta idade. Mas há alguns produtores que elaboram seus vinhos com vinhas de 90 a 100 anos em média, isso é certeza.

Exemplo disso é a brasileira Érika Goulart, da Bodega Goulart, que tem um vinhedo da uva Malbec, na região de Lunlunta (Argentina), que data de 1915 e ainda produz uvas que geram vinhos espetaculares.


Fonte: http://www.sommelierwine.com.br/ (Por Sommelier Wine Renato Pujol)

Nenhum comentário:

Postar um comentário