quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

A diferença entre vinhos jovens e maduros


Vinhos Jovens
De consumo rápido, esses são vinhos para serem bebidos em poucos anos a partir da sua safra. Podem ter um breve amadurecimento em barricas de carvalho ou tanques de aço inox, mas o que prevalece é a presença de fruta e o frescor. Na taça podem ser identificados pela cor, tendendo, na maioria das vezes, a tons esverdeado e amarelo-claro, nos brancos, e vermelho rubi e violeta, nos tintos. Vale lembrar que algumas uvas têm mais com do que outras.


Vinhos Maduros
Amadurecem por anos em barricas de carvalho e/ou em garrafas, o que lhes agrega complexidade de aromas e sabores, além de maciez e elegância. Nos brancos, tons dourados passam a predominar e notas condimentadas, de frutas secas e mel, são perceptíveis. Já nos tintos, tons mais claros como vermelho granada aparecem e no aroma surgem nuances como couro, trufas e terra molhada.

São grandes vinhos que precisam de tempo para mostrar todo o seu potencial e, se abertos jovens, se mostram indomáveis, com taninos duros e acidez excessiva. São paixões de conhecedores mais experientes, para serem degustados lentamente apreciando o momento e tudo o que os anos de guarda lhes conferiram.


Fonte: http://www.sommelierwine.com.br (Por Sommelière Wine Natália Pieta)

Nenhum comentário:

Postar um comentário