sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Por que a Serra Gaúcha, Brasil é um dos melhores terroir do mundo para espumantes?


Este é o mapa do sul do Brasil, país continental, mas somente na sua parte meridional há boas condições para o plantio de vinhedos de alta qualidade. Sei que no paralelo 8 no nordeste brasileiro temos vinhedos de Moscatéis e Syrah, mas o objetivo desta publicação é falar sobre as excepcionais condições para a produção de espumante, principalmente, na Serra Gaúcha, temos excelentes exemplares na fronteira, Campanha e Serra do Sudeste e no Planalto Catarinense, mas não na variedade, quantidade e qualidade que vêm da Serra Gaúcha.

As condições de terroir, clima + solo, nos proporcionam, como poucos lugares neste mundo, um perfeito amadurecimento do fruto, sem perder a acidez, elementos essenciais para a qualidade da uva que servirá de vinho base. Uva equilibrada não precisa de intervenção química para equilibrar o espumante.

Os melhores lugares do mundo para a produção de champagne e espumantes tem que, necessariamente, serem lugares frios a noite, insolação moderada e boa drenagem no solo. O melhor é, sem dúvida, Champagne, França, solos calcáreos garantem a perfeita hidratação do solo, mesmo nos verões mais secos ou chuvosos,pouca insolação nas noites finais garantem excelentes produtos. Fosse só o frio, a região das encostas do rio  Mosela, Alemanha, com perfeit a drenagem do solo, os vinhedos mais setentrionais seria o ideal, mas falta a quantidade ideal de insolação.

Voltemos à Serra Gaúcha, aqui, como os vinhedos são plantados nas encostas dos morros com orientação solar adequada, temos drenagem suficiente, mesmo nos dia mais chuvosos. Temos verões instáveis, em geral começa a chover em demasia lá por fevereiro, quando as uvas para o vinho base já foram colhidas com a maturação e acidez necessária.

Temos, por fim três décadas de experiência-erro, de adaptação de quais locais e uvas, de enólogos experientes, como Adolfo Lona, Eduardo Angheben, Idalêncio Angheben, Antonio Czarnobay e Mario Geisse, entre outros.


Fonte: http://alemdovinho.com (PETER WOLFFENBÜTTEL)

Nenhum comentário:

Postar um comentário