quinta-feira, 9 de maio de 2013

Vinhos bons não precisam ser caros, revela pesquisa


A Associação de Consumidores Proteste realizou uma pesquisa para tentar desmentir a ideia de que somente vinhos caros são bons. O estudo avaliou 55 vinhos brancos, nacionais e importados, e constatou que um dos mais bem avaliados custa cinco vezes menos do que o mais caro degustado no estudo. 

O levantamento considerou vinhos nacionais, argentinos, chilenos, portugueses, franceses e italianos, das safras de 2009 a 2011 e com preços que variam entre R$ 10,50 e 69,90.

Todos os produtos passaram por análise dos rótulos, teor de acidez, grau de oxidação, quantidade de conservantes e por degustações feitas com consumidores comuns e sommeliers. O primeiro grupo degustou as bebidas para avaliar seus aromas e sabores. Os especialistas buscaram possíveis defeitos nos vinhos.

Os sommeliers encontraram problemas como oxidação - que ocorre devido ao excesso de contato com o ar e altera a cor do vinho- causada por falhas na vedação e na conservação da garrafa, comprometendo sua qualidade, e utilização de ácido sórbico em alguns vinhos, usado como conservante para evitar a refermentação da bebida (o ácido pode alterar a característica sensorial do vinho).


Nenhum comentário:

Postar um comentário