quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Dicas para comprar vinho on-line


  • Evite comprar por impulso. Viu um site legal, um novo rótulo que achou bacana, um preço que você estaria disposto a pagar e clicou em “comprar”. Pode ser que se deu bem, mas pode também ser que o site não seja confiável, que o vinho não seja bom, ou que a garrafa seja superfaturada. Busque informações sobre o site e compare os preços.
  • Investigue os vinhedos. Antes de escolher um vinho que você não conhece, procure quantas mais informações possíveis sobre o produtor e sobre o próprio rótulo em questão.
  • Não se deixe influenciar pela gráfica e funcionalidade do site. Um visual bonito e uma boa usabilidade, tornam a navegação mais prazerosa e invitam à compra, mas isto pode ser somente um instrumento de marketing, e muitas vezes seu custo é repassado em cima dos vinhos.
  • Não compre o vinho se não estiver indicada a safra. Vamos evitar comprar vinhos no final da curva de evolução, ou de qualquer forma “passados do ponto”. Antes de comprar, verifique com a empresa as safras em questão.
  • Avalie as ofertas com cuidado. Muitos consumidores se deixam influenciar por algumas palavras mágicas, como “oferta”, “promoção” e “desconto”. Faça as devidas comparações em outros sites/lojas. Desconfie também de grandes descontos: geralmente acontecem quando o vinho já passou do seu auge.
  • Importadora ou loja multi-marca? Normalmente os sites das importadoras são mais confiáveis em relação ao todo: a marca garante confiabilidade, os preços são mais enxutos (não tendo repasse para terceiros), o vinho não sofreu demais deslocamentos, e, por linhas gerais, tem melhor armazenamento, em muitos casos em ambiente climatizado. Por outro lado, em sites que trabalham com vários importadores, a sua escolha não fica limitada a um único portfólio, às vezes os preços são bem interessantes (com ofertas reais) e alguns também estocam o vinho com o cuidado necessário. Basicamente, vai depender de caso em caso.
  • Contate a empresa: o atendimento é fundamental e índice de confiabilidade. Envie um email com umas perguntas (sobre safras, frete, etc). Caso não obtenha resposta em até dois dias úteis, esqueça.
  • Verifique o valor do frete. Achou o rótulo que estava procurando, safra ótima, bom preço, bom atendimento. Enfim, quando parece estar tudo certo para concluir a compra, se depara com o valor da entrega, que em alguns casos pode ser até superior ao da própria garrafa. Uns sites podem usar o expediente de embutir o valor dos descontos no custo do transporte. De modo geral vale a pena adquirir mais garrafas para amortecer este custo. Muitas empresas também oferecem o frete grátis a partir de um determinado número de garrafas.
  • Verifique os tempos de entrega. O que adianta querer agilizar uma compra, evitando ir pessoalmente até a loja, se depois a mesma demora semanas para chegar? Dependendo da distância, 2-3 dias úteis são razoáveis. Mais que isso, só se o frete for muito barato.
  • Verifique a política de trocas e devoluções da empresa. Você tem todo direito de trocar ou desistir de suas compras por vários motivos (sobretudo se a causa for um desserviço da companhia). Uma boa empresa preza a satisfação do cliente.
  • Redobre o cuidado para rótulos raros. Em caso de vinhos raros (e caros) de safra antiga, depois de ter se certificado sobre a confiabilidade do vendedor, e ter diligentemente aplicado os 11 pontos acima, questione sobre as condições de armazenamento, sobre o nível do liquido, estado da cápsula e do rótulo e, possivelmente, peça umas fotos da garrafa para poder conferir a resposta com seus olhos.
 Fonte: http://mondovinho.blogspot.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário