terça-feira, 23 de outubro de 2012

Como comportar-se em uma feira de vinhos


  • Evite ir ao evento de estômago vazio, faça um lanche ou refeição leve. Como a maioria não vai fazer como os degustadores profissionais, ou seja, descartar o vinho (cuspir) em um recipiente próprio para isso, é recomendável beber apenas um pouco da amostra e jogar fora o resto (se houver...). Ninguém vai aproveitar bem os vinhos, se os sentidos estiverem fora do lugar.
  • Evite exagerar nos perfumes, pois isso pode comprometer sua apreciação olfativa dos vinhos. Batom também “deveria” ser evitado.
  • Chegando ao local do evento, antes de ficar perdido, sem saber por onde começar, simplifique, faça um breve roteiro de seu percurso, observando o seguinte:
    • Inicie pelos espumantes, siga para os brancos (dos sem passagem em madeira para os com passagem em madeira). Se não souber reconhecer, pergunte a quem está lhe servindo. Encerrados os brancos e rosés (se houver), inicie os tintos, dos mais leves para os mais encorpados. Por exemplo, um Pinot Noir é leve, um Cabernet Sauvignon é mais encorpado. Pergunte sempre “o quê” estão lhe servindo! Os vinhos doces ou fortificados devem ser deixados para o final.
  • Durante seu percurso, esteja preparado para intensificar a sua percepção sensorial, OLHE para o vinho (incline a taça levemente), observe sua cor, sua intensidade e translucidez. CHEIRE seu vinho, primeiro sem girar a taça, busque na sua memória olfativa algo que lhe pareça familiar ou similar. Em seguida, agite, girando levemente a taça e observe se os aromas ficam mais intensos ou se modificam. Volte na memória e tente identificar com algo que você tenha como referência aromática. E finalmente, DEGUSTE colocando um pequeno gole de vinho em contato com a língua e o palato. Deixe-o aí por alguns segundos, sua língua possui setores, as papilas gustativas, capazes de reconhecer os diferentes tipos de sabor (salgado, doce, ácido e amargo). Em seguida, abra ligeiramente os lábios e puxe um pouco de ar. Isso vai intensificar as sensações gustativas que estiver sentindo. Finalmente, BEBA! Mas ainda não acabou, preste atenção e verifique se os sabores do vinho ainda permanecem na sua boca. Os melhores podem persistir muitos segundos ainda.
É isso, gaste o tempo que julgar necessário em cada vinho e tire o máximo proveito dele. A partir daí, você pode passar a observar coisas mais concretas como: quanto custa, se tem na sua loja de vinhos preferida e o mais importante, se você gostou realmente.


Fonte: www.vinhosemaisvinhos.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário