domingo, 10 de junho de 2012

CRASTO 2008



Castas: Tinta Roriz, Tinta Barroca, Touriga Franca e Touriga Nacional

Vinificação: As uvas, provenientes de talhões previamente selecionados, foram transportadas em caixas de plástico alimentar de 25 Kg e sujeitas a uma rigorosa triagem à entrada da adega, antes de serem desengaçadas e esmagadas e transferidas para cubas de fermentação em aço inox onde fermentaram com temperatura controlada durante um período de 5 a 7 dias.

Idade das vinhas: > 20 anos

Denominação de Origem: Douro

Ano: 2008

Solo / Exposição: Xisto

Alcool, vol %: 13,5%

Envelhecimento: Em cubas de aço inox.

Engarrafamento: Agosto de 2009 • 361.180 garrafas (0, 75 Litros)

Enólogos: Dominic Morris e Manuel Lobo

Dados Analíticos: Ac. Total: 5,2 gr/L  •  pH: 3,65  •  Ac. Res.: 1,5 gr/L


NOTAS DE DEGUSTAÇÃO

EXAME VISUAL: Cor vermelho-rubi com reflexos violáceos.

EXAME OLFATIVO: Aromas que lembram chocolate, flores  e framboesa. Bastante fino, intenso e persistente.

EXAME GUSTATIVO: Equilibrado no álcool, redondo, bom corpo e equilibrado nos taninos. é um vinho bastante equilibrado, nos aromas de boca é bastante fino, intenso e com final de boca muito persistente.

Pontuação: 86

Harmonizações: bacalhau a doré, staek au poivre vert, caldo verde, dobradinha a moda do porto, espaguete a bolonhesa, frango recheado com presunto e queijo, pizza calabresa, tutu a mineira, sanduíche de pernil, cordeiro ao vinho tinto, filé mignon à milanesa, filé de peixe ao molho picante queijo gouda.



Nenhum comentário:

Postar um comentário