domingo, 25 de setembro de 2011

Como comportar-se diante de um sommelier?


1) O sommelier está ao seu serviço, e não vice-versa. Explique o que você gosta, quanto quer gastar, se acha que você entende ou não. Não se sinta intimidado, você tem mais para fazer na vida que encher sua cabeça com rótulos. 

2) Folhe a carta de vinhos com atenção. Você pode até não entender nada, mas quando um texto é bem ordenado isso faz sentido independentemente, pois as cartas de vinho bem feitas facilitam a abordagem. Se a lista é dividida por regiões, ou por estilos, ou por qualquer outra coisa, provavelmente vai te transmitir algo, até se para você Gaja e Miolo são a mesma coisa. Se o critério da lista é a ordem alfabética, peça água.

3) Deixe o sommelier escolher sozinho somente se ele te transmitir confiança. A primeira qualidade deve ser a empatia, entrar em contato com as necessidades do cliente e entender que a harmonização vinho-pessoa é tão importante quanto à do vinho-comida. Se o sommelier te parece antipático, apressado, vaidoso, desagradável, encontre uma maneira educada para dispensá-lo e proceda com a sua cabeça: escolha uma garrafa que conhece ou chute casualmente. 
.
4) Desconfie de quem te servir o vinho sem dizer uma palavra. Chama-se “serviço” do vinho e parte do prazer é se confrontar com quem o sugere-desarrolha-serve. O chef está na cozinha e fala com os pratos e os assistentes, já quem trabalha no salão deveria falar com os clientes. Desde que tenha algo a dizer.

5) Se não quiser gastar muito, peça uma taça. É uma boa opção para não voltar pra casa bêbado  e economizar os altos custos cobrados pelas garrafas. Um restaurante top deveria ter uma boa oferta de vinhos na taça; se não tiver não é tão top.

Fonte: Mondovino

Nenhum comentário:

Postar um comentário