domingo, 17 de julho de 2011

Entenda como funciona o sistema de pontos e siglas que classificam os rótulos disponíveis no mercado.

Encontradas em catálogos e publicações, as pontuações atribuídas aos vinhos exercem uma importante função no mercado e servem como critério de escolha para consumidores e comerciantes.
A necessidade de classificar qualitativamente a maioria dos rótulos tornou-se uma prática comum devido ao aumento substancial e progressivo da oferta de vinhos no mundo.
Antes de ler os valores descritos, é bom prestar atenção às siglas que acompanham as pontuações, pois elas correspondem ao nome do crítico ou da publicação avaliadora.
A forma de pontuar um produto pode variar entre os especialistas da área. Veículos e profissionais europeus, geralmente, usam a escala de 0 a 20, como o Guia de Vinhos de Portugal e a britânica Jancis Robinson. Já nos Estados Unidos, o cultuado crítico Robert Parker e a revista Wine Spectator se valem da escala de 100 pontos, com marco inicial em 50. No entanto, a revista inglesa Decanter atribui estrelas de 0 a 5 e o guia italiano Gambero Rosso utiliza uma cotação em bicchieri (taça), sendo três o máximo valor alcançado.
Essas avaliações são obtidas por meio de uma minuciosa degustação, que julga, primeiramente, as características perceptivas aos sentidos (organolépticas), tais como brilho, cor, sabor, aromas e textura. A partir disso, outros detalhes são pormenorizados, como consistência, maturidade, evolução do vinho na taça depois de aberto, equilíbrio entre acidez, álcool e taninos, persistência gustativa, entre outras categorias, que constam na ficha de degustação de cada crítico.
Após o processo, o rótulo ganha um valor – o mesmo produto pode ser cotado por diversos especialistas – que vai definir o preço e a classificação em relação aos seus pares, pois, quando o assunto é degustar e avaliar vinhos, a comparação é a alma do negócio. A seguir, os principais veículos, profissionais e seus critérios.
Decanter (DEC)
Publicação editada no Reino
Unido e nos Estados Unidos.
Cotação: 0 – 5 estrelas
Wine Spectator (WS)
www.winespectator.com
Revista sobre vinhos mais
famosa do mundo, publicada
nos Estados Unidos.
Cotação: 50 – 100 pontos
Guia Veronelli (VE)
www.veronelli.com
Importante ranking da Itália,
que avalia vinhos do
mundo inteiro.
Cotação: 0 – 3 estrelas
Gambero Rosso (GR)
www.gamberorosso.it
O mais completo guia
de vinhos italianos.
Cotação: 0 – 3 bicchieri (taça)
Robert Parker (RP)
www.robertparker.com
O crítico de vinhos americano
é considerado o mais influente
da atualidade.
Cotação: 50 – 100 pontos
Jancis Robinson (JR)
www.jancisrobinson.com
Crítica e jornalista inglesa, Robinson
avalia vinhos de todo o mundo.
Cotação: 0 – 20 pontos

João Paulo Martins (JP)
Editor da publicação anual
Guia de Vinhos de Portugal.
Cotação: 0 – 20 pontos
La Revue du Vin de France (RVF)
www.larvf.com
A mais renomada publicação
francesa sobre vinhos.
Cotação: 0 – 5 estrelas
Wine & Spirits (W&S)
www.wineandspiritsmagazine.com
A revista americana publica resenhas,
reportagens e avalia vinhos dos quatro cantos do planeta.
Cotação: 50 – 100 pontos
Wine Enthusiast (WE)
www.wineenthusiast.com
Conceituada publicação dos EUA sobre
o mercado de vinhos mundial.
Cotação: 50 – 100 pontos
Fonte: Expand Blog

Nenhum comentário:

Postar um comentário