domingo, 24 de julho de 2011

Como são feitos os vinhos brancos e os vinhos tintos

 como são feitos os vinhos brancos e tintos

Engarrafamento: a última etapa da produção do vinho. Clique na imagem para ver o infográfico.

O primeiro vinho produzido provavelmente foi um acaso da natureza. Um cacho de uvas esmagadas largado ao relento sofreu o ataque de leveduras naturais e ocorreu a fermentação alcoólica – isto é, a transformação do açúcar da fruta em álcool. A grosso modo, aquele suco virou vinho. A espécie que deparou com a bebida, e teve a curiosidade e a coragem de provar aquele líquido, deve ter sentido uma euforia desconhecida, e talvez experimentado o primeiro porre da humanidade – ou do projeto de humanidade que se formava.

A partir de algum momento na antiguidade a vinificação foi estabelecendo seu processo.  A forma como o vinho é produzido não mudou quase nada de lá para cá. As uvas eram colhidas, esmagadas e colocadas em recipientes de barro em buracos cavados na terra; ali as uvas sofriam o processo de fermentação alcoólica e os jarros eram lacrados com barro. Meses mais tarde, as tampas eram rompidas, as cascas eliminadas e o suco que sobrava era jogado em outro vaso limpo, que repousava em um lugar fresco, protegido do calor e novamente lacrado pela terra. Quando a tampa era retirada, o aroma forte da uva e  álcool, ou seja do vinho, indicava que a bebida estava pronta. A humanidade então já sabia os efeitos do vinho e gostava deles.

Se o princípio é o mesmo há séculos, o método foi se aperfeiçoando e a vida em uma adega hoje em dia  é resultado da evolução tecnológica e de pesquisas laboratoriais. O objetivo é produzir vinhos cada vez mais livres de  defeitos, harmônicos, sedutores e que encontrem seu consumidor em perfeito estado.

A uva é quem manda, mas a adega ajuda. Saiba como são feitos os vinhos tintos e os vinhos brancos.

Toda vez que um produtor ou enólogo estrangeiro visita o Brasil para expor seus rótulos à apreciação dos homens que cospem vinho (os degustadores profissionais e especialistas) eles repetem sempre um mesmo mantra: “Um vinho de qualidade se faz no vinhedo. É até possível produzir um vinho ruim com uma boa uva, mas com uva ruim é impossível fazer um bom vinho”. Ok, já sabemos,  mas uma adega bem equipada, com tecnologia adequada ajuda bastante. Se não, por que tanto investimento em equipamentos, tecnologias e pesquisas?

Bom, sem querer tirar o romantismo da bebida, que é ao mesmo tempo um produto da natureza e uma intervenção do homem, este Blog apresenta um infográfico que mostra todas as etapas por que passam as pérolas agrícolas tintas e brancas, desde o momento que chegam à adega até se transformar em vinho engarrafado, arrolhado e com um  rótulo bacana. Clique aqui para saber como são feitos o seu cabernet sauvignon ou o seu chardonnay.

Fonte: Blog do Vinho

Nenhum comentário:

Postar um comentário